Mensagens

Festa dos Tabernáculos: Profetizando a Volta do Messias!

6/10/2014 17:19 - Atualizado em 6/10/2014 17:19

Antes de qualquer coisa, é preciso compreender uma verdade básica: A Festa dos Tabernáculos não é uma festa de judeus nem de cristãos. A Bíblia declara ser ela uma festa do próprio Deus, vejamos: “Estas são as festas fixas do Senhor, que proclamareis como santas convocações, para oferecer-se ao Senhor oferta queimada, holocausto e oferta de cereais, sacrifícios e ofertas de libação…” (Lv. 23.37). Foi o Senhor quem a instituiu declarando, de forma bem clara, que sua celebração deveria ser um estatuto perpétuo (sem fim) para todas as gerações – “E celebrá-la-eis como festa ao Senhor por sete dias cada ano; estatuto perpétuo será pelas vossas gerações” (Lv. 23.41).

Todas essas festas trazem em si um propósito didático e profético. Deus não instituiria uma celebração perpétua com uma finalidade limitada somente à data de sua implantação, com certeza, a festa aponta também para algo que ainda acontecerá.

A Festa dos Tabernáculos é a maior (das mais de dez) festa bíblica. Essa festa nos conscientiza de três tempos de Deus: o primeiro tempo está relacionado ao judeu não crente em Jesus, relembrando os 40 anos que o povo hebreu viveu habitando em tendas (tabernáculos – sucôt em hebraico) e peregrinando no deserto na total dependência Divina. Por isso, em comemoração a esta festa é costume que se faça simples tendas, ressaltando este valor espiritual. O segundo tempo está relacionado aos judeus messiânicos e para nós cristãos, relembrando que Jesus veio e tabernaculou entre nós. (Jo 1.14). E o terceiro tempo diz do tempo profético, no qual, Jesus voltará como o Rei dos Reis para reinar com seu povo (judeus e gentios crentes) sobre as nações.

Quando examinamos o quadro geral das festas do Senhor podemos observar alguns pontos interessantes, tais como:

a) A Páscoa celebra a libertação do povo de Deus do Egito. Para tanto o sangue do cordeiro deveria ser aspergido nos umbrais das portas das casas dos israelitas, livrando-os do anjo destruidor. Foi na páscoa que o nosso Cordeiro Pascoal, Jesus Cristo, foi imolado;

b) Foi na Festa de Pentecostes que o Espírito Santo, para nosso revestimento, nos foi enviado.

c) A Festa dos Tabernáculos, também, tem seu propósito tanto temporal como profético, sendo que alguns deles são:

 Portas de Sião celebra neste ano mais uma festa de tabernáculo. Por isso, convocamos a todos os discípulos a fazerem desses sete dias de celebração, um momento de humilhação diante do Pai, pedindo-Lhe o derramar de sua presença no coração de toda a igreja. Conto com sua presença. Vosso Pastor vos ama. 

Comentários

Deixe o seu comentário!

Todos os campos são obrigatórios.

LEIA TAMBÉM

  • Festa da Dedicação

    Do dia 20 a 27 deste mês, estamos celebrando a Festa...

  • Uma Espada, Uma Mão e Um Valente

    “ Estes são os nomes dos poderosos que Davi teve: Josebe-Bassebete,...

  • A Cruz Que Virou Púlpito

    Foram seis horas em que Jesus, fazendo da cruz um púlpito...

  • caminho

    O Caminho do Milagre

    Tudo na vida é o resultado de processo, de caminhada e...

  • Um Profeta,Uma Viúva e Um Punhado de Lenha

    Hoje quero prender minha atenção a pessoa desta viúva que morava...

  • Estrela de Davi x Hexagrama

    Muitos afirmam que a Estrela de Davi é um símbolo do...

  • Olhando para o Senhor

    O modo que Jesus olhava para as pessoas causava grande impressão...

  • O Perigo dos Ídolos

    Em nosso coração há um trono que só pode ser ocupado...